Por que usar o cabeceo, convite secreto do tango?

Tempo de leitura: 1 minuto

Olá!

Antes de assistir ao vídeo de hoje, te convido a fazer esse breve teste…

Primeiro, imagine a seguinte situação: em um um baile, um homem “X” vai até uma mulher “Y” e a convida pra dançar.
Agora, some os números correspondentes às situações pelas quais você já passou ou presenciou:

01) Ela estava justamente querendo dançar com “X”, e aceita seu convite com muita alegria;
02) Ela não quer dançar com “X”, mas aceita o convite para não deixá-lo na mão;
04) Ela recusa o convite, e “X” não a convida mais para dançar;
08) Ela recusa o convite, e “X” não convida mais nenhuma mulher pra dançar por algum tempo;
16) Ela recusa o convite, e uma outra pessoa “Z” a convida em seguida, causando certo constrangimento;
32) Qualquer outra situação desagradável.

Se você somou 2 ou mais pontos, você deve achar que essa é uma situação comum de qualquer baile.
Afinal, quase todo mundo que já foi a um baile vivenciou algo parecido…

Mas isso não precisa ser assim na milonga, e você vai entender exatamente por que no vídeo de hoje!

Por que usar o cabeceo, convite secreto do Tango-_play

E aí, o que você achou do vídeo? Ficou curioso pra saber mais sobre o cabeceo na prática?
Então, é só me enviar um e-mail (kiraly@tangobrasil.com) e te indico um material adicional sobre o assunto.

Além disso, pode me enviar perguntas ou sugestões de temas para os vídeos.
Quem sabe, o próximo vídeo não fala justamente sobre o que você quer saber?!

Um grande abraço,
Kiraly Garcia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *